16.02.2021 - Social repassa verba para reconhecimento paterno oriundo de emenda de Carmen Zanotto


 
 
O IPR foi a instituição agraciada e atenderá no mínimo 500 casos de Paternidade durante 10 meses
 
 
 
Paternidade Responsável é um nome bem conhecido na Serra Catarinense. A entidade que funciona hoje nas dependências da Universidade do Planalto Catarinense recebeu esta semana através do presidente da entidade Marciano Corrêa e da facilitadora de Justiça Restaurativa e Consteladora Rita Lang, das mãos do secretários social Jean Pierre Ezequiel o extrato da primeira parcela repassada para fomentar projeto de reconhecimento paterno.  Ao todo, são três parcelas de R$ 50 mil reais, distribuídas ao longo do ano. 
"é um trabalho de 17 anos que merece ser incentivado" colocou o secretário de Assistência Jean Pierre Ezequiel. 
O projeto é dividido em três etapas: 1. capacitação e levantamento 2. execução  com facilitadores e 3. Reconhecimento da Paternidade. 
O público atendido é o que está cadastrado no sistema da secretaria através dos órgãos ligados a pasta que atende as pessoas nos bairros de Lages, CRAS, CREAS e Centro Pop. 
"temos uma parceria com a Educação de Lages, mas precisamos ampliar os atendimentos e em rede reconhecer e trabalhar a afetividade entre pais e filhos" observou o Comunicador Social e Presidente do IPR, Marciano Corrêa. 
Um estudo foi feito preliminarmente e se descobriu a necessidade de reconhecer crianças e atender as famílias atendidas pela assistência social.

Outras